Redes Sociais Espéculo

10 dicas para páginas profissionais de Redes Sociais.

O seu negócio tem presença online?

Ao contrário do que possa pensar, ter um website ou uma página de Facebook ou Instagram não significa necessáriamente que tenha presença online. Assim como uma pessoa que se inscreve num curso mas não vai às aulas, não é um aluno, é alguém que não tira aproveitamento de uma boa oportunidade. Ter uma página nas redes sociais e não tirar aproveitamento dela é como alguém lhe oferecer bom dinheiro e você não aceitar por vergonha, ignorância ou mesmo inexperiência. Para que pare de não agarrar oportunidades de sucesso que lhe são oferecidas, vamos dar-lhe 10 dicas para tirar aproveitamento das suas redes sociais.

Primeiro, devo explicar que estas dicas são utéis para as 3 principais redes sociais que interessam a negócios: Facebook, Instagram e Linkedin. As duas primeiras são mais vocacionadas para B2C, Business to Consumer, ou seja, o consumidor final é o seu cliente. A última, sendo uma rede social para negócios, está mais vocacionada para B2B, Business to Business, o que significa que os seus serviços ou produtos são destinados a outras empresas ou negócios. Todas estas dicas servem para as três, excepto nos casos em que é referido o contrário.

Dica #1 – Separar perfil de página.

Um erro muito comum, principalmente para quem não tem e não gosta de redes sociais, mas vai criar uma conta por causa do negócio, é abrir uma conta com o nome da empresa. Ao criarmos uma conta, criamos um perfil, algo que se supõe ser pessoal e que está optimizado para esse fim. Ao cometermos o erro de criar um perfil para o negócio, estamos a desperdiçar optimizações que as páginas têm e que ajudam quem a visita a ter logo uma quantidade de informações que não estão disponíveis num perfil pessoal. Primeiros criamos uma conta (ou perfil)  e depois, usando o nosso perfil, criamos uma página para a nossa empresa ou negócio.

Além disso, convém separarmos conteúdo pessoal (no perfil) de conteúdo profissional (na página), a não ser quando nós somos o nosso negócio. Se for um personal trainer, por exemplo, convém que os seus potenciais clientes estabeleçam uma relação pessoal consigo, e nesse caso deverá expor esse lado também na página profissional.

Dica #2 – Conteúdo e, sobretudo, relevância.

É importante que se perceba que tudo o que se partilha nas redes sociais (textos, imagens, videos, etc.) é conteúdo. E se, no nosso perfil pessoal, podemos e devemos publicar conteúdo sobre nós (os nossos gostos hobbies, etc.), na página profissional o conteúdo deverá ser sobre o seu cliente. É preciso que o identifique, que estabeleça relação com ele e, principalmente, que explore a razão pela qual ele precisa do seu produto ou serviço. Ele é ou poderá ser seu cliente por duas razões: ele tem um problema ou necessidade e aquilo que você vende é a solução, ou ele quer o seu produto ou serviço, mesmo que não o saiba.

Publicar conteúdo sobre isso é ser relevante para o seu cliente. Não tenha receio de partilhar o seu conhecimento e falar sobre o que faz e como o faz (como eu estou a fazer neste artigo). Isso faz com que o seu cliente o veja como autoridade e recorrerá a si quando precisar do seu produto ou serviço. É importante fazer publicações apenas quando tiver conteúdo relevante para partilhar. Deve publicar diariamente, ou de dois em dois dias, mas é preferível não o fazer se não tiver nada de relevante a dizer.

 Redes Sociais Espéculo 01

Dica #3 – Seja cuidado na apresentação.

Por mais que o seu conteúdo seja relevante, o material gráfico que o acompanha deverá ser cuidado, atractivo e com relação a esse conteúdo. Não é preciso ser designer gráfico para criar imagens ou vídeos com um aspecto cuidado e profissional. Há dezenas de aplicações que o ajudam a cumprir esse objectivo, como o Canva, disponível para desktop e mobile. Com uma conta gratuita, poderá escolher entre centenas de templates customizáveis, separado por locais de publicação (feed do Instagram, facebook ou Linkedin e story do Instagram, por exemplo), para que não se preocupe com o formato, apenas com o conteúdo. Lembre-se que uma imagem atractiva e cuidada chama atenção para o seu conteúdo.

Quando publicar vídeos falados, legende-os. A esmagadora maioria das pessoas acede às redes sociais em dispositivos móveis e em locais publicos, pelo que nem sempre o som está ligado. Se não quiserm ou puderem ligá-lo, passam à frente, e o seu conteúdo será perdido.

Dica #4 – Faça Stories.

Esta dica é apenas para Instagram, uma vez que no Facebook ninguém liga aos Stories.

É importantissímo que faça stories mais regularmente do que publica conteúdo (se bem que, como já vimos, tudo é conteúdo). Conteúdo no feed é bom para captar novos seguidores, mas é nos stories que esses seguidores se fidelizam no seu conteúdo. O ideal será fazer stories três vezes ao dia, de manhã, ao almoço e depois do jantar. É nestes horários, ou depois deles, que mais seguidores acedem a esta rede social. É importante que quando o façam encontrem conteúdo seu. Apele à interacção, estabeleça relação com eles. Os Stories são uma ferramenta poderosa e dispõe de widgets que o ajudam a interagir com o seu público. Abra os seus stories a perguntas e responda-as. Crie sondagens. Faça questionários. Partilhe música. Faça contagens decrescentes. As hipóteses são variadas e ajudam criar relação com os seus seguidores e a criar a tal fidelização.

Dica #5 – Use Hashtags.

Mas nunca no Facebook. Ninguém procura por hashtags nesta rede social, e usá-las só vai poluir o seu conteúdo. Nas restantes, são uma ferramenta importante para atrair novos seguidores. No Instagram pode usar até 30 hashtags nos seus posts, mas o número ideal andará à volta de metade, com 3 de tolerância. Ou seja, deverá usar entre 12 e 18 hashtags, sempre que possível. O ideal é fazer a publicação e adicionar as hashtags no primeiro comentário, por várias razões: conteúdo mais limpo, mesma visibilidade nas buscas e ocultação nos comentários, para não funcionarem como pontos de saída. É muito fácil usá-las: ao escrevê-las, o Instagram mostra-lhe uma lista de hashtags relacionadas e número de publicações que as utilizam. Poderá alternar entre as mais usadas e outras menos, mais específicas, mas sempre com relação ao seu conteúdo.

Dica #6 – Responda a comentários e mensagens.

É muito importante responder a qualquer contacto dos seus seguidores. Faça por responder o mais possível a mensagens e comentários nas suas publicações. Mais importante do que ganhar seguidores, é manter os que já tem. E não é o número de seguidores que trará retorno ao seu negócio, e sim a taxa de interacção que tem com eles.

Dica #7 – Não publique o mesmo conteúdo em Todas as redes sociais.

Redes Sociais diferentes têm utilizadores diferentes, e o mesmo conteúdo performa de forma diferente em cada uma delas. Convém perceber que parte da sua audiência está onde (já lhes digo como), e optimizar o seu conteúdo de forma diferente para cada. Além disso, se publicar exactamente o mesmo em todo o lado, quem o segue em redes diferentes vai deixar de o fazer. E talvez em todas elas, se não gostar de pessoas preguiçosas. Publicar conteúdo diferente em cada rede social é essencial para cativar públicos diferentes, novos seguidores e seguidores de outras redes,  todos potenciais clientes.

Dica #8 – Monitorize e analize resultados.

Para saber que partes da sua audiência vêem que conteúdos e onde, é preciso que saiba usar as ferramentas de monitorização de cada rede social. Isto não quer dizer apenas estar atento ao número de likes e comentários. As redes sociais têm ferramentas que lhe permitem fazer uma análise profunda dos publicos de cada conteúdo. Saber o género, a localização, a faixa etrária, etc. dos seus seguidores é importante para perceber quem são, e ser mais pragmático e objectivo nos conteúdos que cria. Também é importante perceber quem viu os seus conteúdos e porquê. Saber que posts performam melhor em cada rede social e porquê é o primeiro passo para ter conteúdo mais relevante e ter melhores resultados.

Dica #9 – Promova conteúdos.

Este é dos pontos mais importantes e aquele que gera mais resistência nos gestores de páginas. Pensar que, se um conteúdo teve muitos likes, não é preciso fazer mais nada, é errado, e é mais uma grande oportunidade perdida de escalar o seu negócio. O tráfego orgânico das redes sociais é uma bosta, você atinge apenas uma pequena parte da sua audiência com cada post. A razão para isto é simples: as redes sociais são negócios como o seu, e o seu propósito é o lucro. Você tem de pagar para que o seu conteúdo seja distribuido para lá da sua audiência.

A boa notícia é que não é caro (tirando o Linkedin) e os resultados (dependendo da sua optimização) são muito vantajosos. As ferramentas para anúncios do facebook entregam o seu conteúdo e fornecem-lhe muito mais informação nos resultados. E fazendo a análise de resultados que referi na dica anterior, pode promover os conteúdos que performam melhor orgânicamente e atingir uma muito maior audiência com eles. Para quê falar para os seus 1.000 seguidores, se pode falar para 50.000? Promover e anunciar nas redes sociais é a melhor forma de escalar o seu negócio e o melhor investimento nesse sentido.

Dica #10 – Nunca, mas nunca, use ferramentas de automatização.

Como já disse anteriormente, a métrica mais importante nas suas redes sociais é a taxa de interacção, e não o número de seguidores. As ferramentas de automatização apenas funcionam para aumentar este último, dando-lhe uma falsa sensação de sucesso. Se o seu número de seguidores aumentar, mas o número de gostos e comentários se mantiver, a sua conta está pior do que estava, porque a sua taxa de interacção é mais baixa. Além disso, a sua conta pode ser penalizada por usar automatização, podendo mesmo perdê-la. Recuperar a interacção de uma conta que foi automatizada é um processo muito mais longo e difícil do que o normal. Não hipoteque o seu sucesso nas redes sociais por ser chico-esperto. Usar as redes sociais para benefício do seu negócio é um processo lento, com resultados a médio (usando promoção e anúncios) e longo prazo.

Redes Sociais Espéculo 03

Haveria muito mais a dizer sobre dicas para redes sociais de negócios, que não cabem neste formato. Alguns dos processos de que falei implicam estudo e prática, mas são fundamentais para escalar o seu negócio usando as mídias sociais. Dedique algum do seu tempo a isso, ou contrate alguém experiente na produção de conteúdos que trate disso por si. Lembre-se que sem investimento não há resultados. Qualquer dúvida que tenha sobre este tema pode ser colocada nos comentários abaixo, ou através do formulário de contacto deste site.